Domingo, 1 de Junho de 2008

Finalista!!!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Dia 25 de Maio...a minha Queima das Fitas...o simbolizar do término deste etapa!

 

 

Uma das fitas para meter na pasta, a fita preta, cabe a nós, finalistas, escrever nela os momentos maus e bons do curso. Nela escrevi...

 

No terminar desta etapa, são os aspectos positivos que merecem ser lembrados e é com eles que vou começar…
- Batalhei por uma profissão que aprendi a amar e admirar;
- Adquiri conhecimentos e valores que fazem de mim hoje uma melhor profissional, uma pessoa mais completa.
- Cresci, amadureci e passei a dar valor e a respeitar momentos, gestos, pormenores tão grandes na Terapia da Fala e na minha vida pessoal.
- Construí sentimentos duradouros, que hoje sei serem para sempre.
- Conheci pessoas que mudaram a minha vida e sem as quais ela já não faz sentido.
- Chorei e sorri de alegria, vivi emoções fortes, criei laços inquebráveis;
- Vivi momentos únicos, inesquecíveis, para sempre lembrados com saudades;
 
Momentos maus…foram alguns, sim…a vida académica não é um mar de rosas! Derramei lágrimas de insegurança, de medo, de stress acumulado, de raiva, de angústia. Duvidei de mim e das minhas capacidades e em certa altura pensei em desistir…e muitas vezes tudo isto se unia a uma falta de organização por parte da escola…andei um pouco perdida e por vezes não senti apoio quando precisei.
Mas isto tudo balanceado com os aspectos positivos…pesa pouco, muito pouco, porque hoje estou aqui, após obstáculos ultrapassados, e sou finalmente TERAPEUTA DA FALA!
Deixo a capa para trás, com saudades…mas com a certeza de “aqui fui feliz”.
 
Patrícia Santos**

 

sinto-me: Orgulhosa
música: Bon Jovi - Always
publicado por a_beautiful_smile_has_a_troubled_soul às 14:02
link | comentar | ver comentários (6) | favorito
Terça-feira, 16 de Outubro de 2007

Momento Inesquecível

A sessão tinha corrido maravilhosamente. Ele aderiu a tudo o que lhe foi pedido, como sempre...e no fim deixei-o escolher um jogo à sua vontade para jogarmos todos.

Eu já sabia qual o jogo que ele ia escolher, só podia ser o jogo de cartas, o jogo do “peixinho” que ele tanto adorava. Jogámos três partidas e naquela em que ele perdeu, coisa que tanto lhe custava, aceitar a derrota..., ele soube conter o choro, que a tanto custo queria sair, e eu senti mais uma vez orgulho nele.

Foi divertido, foi mais uma vez divertido...foi a última vez que foi divertido. Era a minha última sessão com aquele miúdo de quem eu tanto gostava.  Quantas vezes olhei para ele durante a sessão e o queixo tremeu-me por pensar que não mais ia vê-lo.

A sessão terminou. Era a hora da despedida e eu não queria chorar, queria que fosse uma despedida rápida. Ele correu para uma das mesas da sala do Jardim de Infância e começou a desenhar os seus bonecos preferidos, os Power Rangers! Baixei-me perto dele e disse-lhe:

- A Patrícia não vem mais...

- Poquê? – perguntou ele a tremer o queixo, depois de ter ficado alguns segundos em silêncio a olhar para mim.

- Porque vou voltar para a escola. Eu já te tinha dito isso no outro dia não já?

E é aqui que a emoção explode quando ele me abraça a chorar. Ele não queria chorar, fazia força para não chorar, mas as lágrimas caiam-lhe pelo rosto. E eu emocionada deixei-me ficar, sem saber o que dizer, sem sequer querer dizer alguma coisa. O abraço se desfez mas ele deixou-se ficar com o seu braço em redor do meu pescoço, a sua cabeça encostada na minha enquanto me dava beijos na face.

Eu não estava à espera disto e não queria chorar. Mas foi inevitável, e já com as lágrimas nos olhos e a voz a “tremer” disse-lhe:

- Não fiques assim. A Patrícia só veio aqui ter contigo durantes uns tempos, agora tenho que voltar para a escola, para ir aprender coisas novas!

- Mas poquê?

- Porque tem que ser assim...

- E eu agora fico com quem?

- Então agora ficas novamente com a A.R, como sempre estiveste! Eu só cá vim durante uns tempos!

Mas ele estava triste e ainda não me tinha largado o pescoço e continuava a chorar em silêncio.

Foi quando a TF teve uma óptima ideia. E que tal se eu lhe oferecesse o jogo que ele tanto gostava? O jogo do peixinho?

- Toma, é para ti! É para jogares com o pai, ok?

Ele pega nas cartas, dá um beijo nelas e encosta-as ao peito. Meu deus...como isto me tocou. Este pequeno gesto...E mais uma vez as lágrimas tenderam em encher-me os olhos.

- Assim ficas com uma lembrança minha, está bem?

- Sim...

- E ensinas o pai a jogar a este jogo porque tu já sabes jogar muito bem, certo?

- Está bem.

- Gosto muito de ti. Ajudaste-me muito. Obrigada. – segredei-lhe ao ouvido, abraçando-o fortemente.

- De nada. – retribui-me ele.

Dei-lhe um último beijo na testa, levantei-me e encaminhei-me para a porta. Olhei uma última vez para trás e vi-o a retomar o seu desenho dos Power Rangers.

 

E por mais anos que passem, nunca vou esquecer este momento, nunca vou esquecer cada palavra dita, cada olhar, cada gesto.

Saudades tuas meu lindo. Muitas...

sinto-me: Com fome!
música: Se eu voltasse atrás - Polo Norte
publicado por a_beautiful_smile_has_a_troubled_soul às 01:48
link | comentar | ver comentários (18) | favorito

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 26 seguidores

.Junho 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Finalista!!!

. Momento Inesquecível

.tags

. todas as tags

.favoritos

. O Poder da Memória

. Momento Inesquecível

. Mãos Dadas

. Um Caso de Paixão

. O amor na areia

.links

.pesquisar

blogs SAPO

.subscrever feeds